Competição eleitoral para as câmaras municipais

Uma análise do número de candidatos por vaga nas eleições de 2016 em todos os estados brasileiros

28 Sep 2016 por Fernando Meireles


A competição por uma das 57958 vagas nas câmaras municipais neste domingo não será igual em todos os lugares. Segundo a conhecida tese de Olavo Brasil de Lima Jr. (conhecida ao menos na academia, claro), teríamos no Brasil não um, mas diversos sistemas partidários que coexistem no território e entre níveis da federação.

Embora tenhamos desde 94 eleições presidenciais disputadas por dois partidos principais, e, às vezes, também por uma terceira força menor, nas disputas estaduais e municipais cenários diferentes são encontrados: PT e PSDB em coligação, muitos partidos coligados, poucos partidos coligados, etc.

E o mesmo acontece quando olhamos as disputas para as câmaras municipais: como é possível ver no mapa abaixo, que mostra o número de candidatos(as) por vaga em cada estado (i.e., total de candidatos[as] dividido pelo total de vagas em cada UF), a competição potencial varia consideravelmente. De um lado, o Rio aparece como o estado mais competitivo, enquanto que, de outro, Piauí aparece como o menos competitivo. No meio termo, diversos estados vão de maior a menor competição para o cargo de vereador(a).

E, tomados os municípios como unidade de análise, novamente vemos que existe enorme variação na competição. Como o gráfico abaixo permite visualizar, dentro de um mesmo estado, municípios vão de um extremo a outro nesta escala de competição (especificamente, o ponto representa a média do número de candidatos por vaga nos municípios de cada estado, e as barras indicam o máximo e o mínimo).

Claro que este resultado precisa ser tomado com ressalvas: sabemos que muitos candidatos(as) apenas concorrem para preencher as listas (no caso de mulheres, até mesmo para cumprir a cota de 30%), para alavancar suas listas e, ainda, para fazer dobradinha com outros(as) candidatos(as). De qualquer forma, é difícil que um número baixo de candidato / vaga deixe lugar para uma alta competição eleitoral. Nestes casos é em que o resultado faz mais sentido – indicando que temos grandes chances de saber quem será eleito antes mesmo de apurarmos as urnas.


« Cor, raça e sexo dos(as) candidatos(as) a vereador(a) nas eleições municipais
Desatualização nas bases do TSE e abstenção eleitoral »